PEDRA E POESIA

,
Aqui na Pedra do Reino,
Fica-se extasiado
Ante a beleza que Deus
Nos deixou como legado.
- Até que parece mesmo
De fato, um reino encantado.

(Poetas: Luiz Nunes e Brás Costa)

A poesia é uma das mais belas manifestações artísticas. Entre versos, estrofes e rimas, os poetas expressam seus sentimentos mais profundos. Dia desses recebemos a visita de dois ilustres poetas, que atraídos pelos encantos de nosso município, os mesmos ficaram admirados com o Castelo Armorial e se extasiaram com a beleza da Pedra do Reino, ex libris de São José do Belmonte. O poeta e Sacerdote Brás Costa, Pároco de Assunção (PB), natural do Distrito de Riacho do Meio, município de São Jos& eacute; do Egito é autor do livro “No altar da poesia”; e o Sr. Luiz Nunes Alves (Severino Sertanejo), poeta popular, natural da cidade de Água Branca (PB). Amante das letras, Luiz Nunes escolheu a literatura de cordel como área de estudo, à qual dedica o seu tempo, pesquisando e produzindo trabalhos com muita criatividade, usando sempre o pseudônimo de Severino Sertanejo. Seus livros tem grande aceitação entre os admiradores e estudiosos do cordel, tendo recebido elogios de personalidades consagradas no meio intelectual nacional, a exemplo de José Américo de Almeida, Orígenes Lessa, Carlos Drummond de Andrade, Câmara Cascudo, D. José Maria Pires, jurista Rubens Limongi França, de São Paulo, entre outros nomes de igual relevo.
A visita ao Sítio Histórico da Pedra do Reino e ao Castelo Armorial foi acompanhada pelo Poeta belmontense Cícero Moraes e pelo Diretor Municipal de Cultura Valdir Nogueira, na ocasião, o poeta Luiz Nunes fez doação de uma série de exemplares do livro de sua autoria “Juscelino vida e obra em verso” para as bibliotecas das escolas municipais.




















0 comentários:

Postar um comentário