Jovem atacado por tubarão em Piedade morre no Hospital da Restauração

,

José Ernestor Ferreira da Silva, 18 anos, estava internado na UTI do Hospital da Restauração / Foto: Cortesia
José Ernestor Ferreira da Silva, 18 anos, estava internado na UTI do Hospital da Restauração
Foto: Cortesia
JC Online
 
Morreu no final da madrugada desta segunda-feira (4) o jovem atacado por tubarão na tarde desse domingo na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. José Ernestor Ferreira da Silva, 18 anos, faleceu em decorrência dos ferimentos às 4h05, na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital da Restauração.
O jovem foi mordido enquanto nadava com o irmão e alguns amigos na altura da Igrejinha de Piedade. De acordo com o Corpo de Bombeiros o jovem estava na parte funda do mar e foi alertado para voltar para a área rasa, pouco antes de ser atacado na perna esquerda. 
Levado para o Hospital da Restauração pelo Samu, José Ernestor chegou em estado gravíssimo após ter sofrido uma parada cardíaca ainda na ambulância. O jovem passou por uma cirurgia de três horas para amputação da perna e de parte dos órgãos genitais e foi encaminhado para a UTI, onde não resistiu aos ferimentos.
A equipe médica, responsável por Ernestor afirmou que o jovem chegou com muita perda de sangue e que foram disponibilizados  oito médicos e mais de duas horas para tentar salvá-lo. "A mordida do tubarão foi extremamente extensa, gravíssima. Após a cirurgia ele foi pra UTI e faleceu nesta madrugada, às 4h30 da manhã", contou o médico Miguel Arcanjo, diretor geral do HR.
"Ele perdeu muito sangue, desde a mordida do tubarão. Aqui ele foi reposto, mas infelizmente ele não conseguiu mais resistir aos ferimentos que sofreu. A cirurgia ela foi feita para conter o sangramento, conter as lesões, mas o trauma foi tão severo que ele não resistiu", acrescentou o médico.
O velório de José Ernestor Ferreira da Silva acontecerá ainda nesta segunda, em sua casa, no bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão dos Guararapes. Já o enterro está marcado para ser realizado nesta terça-feira (5), no cemitério de Santo Amaro, também em Santo Aleixo.
Após o incidente, foi através de uma ligação que a mãe do jovem, Elisângela dos Anjos, de 42 anos, ficou sabendo do ataque. "Eu endoidei em casa, os vizinhos todos me ouviram", conta Elisângela. O rapaz, que saiu de casa por volta das 12h, estava na praia sem consentimento da mãe. "Ele ia pra praia escondido de mim, sabia que eu achava perigoso. Não estava preocupada porque pensei que ele estava nas redondezas de casa", explicou. 
José Ernestor, que completou a maioridade em março deste ano, é o quarto irmão de cinco filhos e morava com a família no bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão.

0 comentários:

Postar um comentário