Em Petrolina no Sertão do Estado, Armando critica gestão do PSB

,
Da Folha de PE
Iniciando o périplo como pré-candidato do bloco de oposição ‘Pernambuco vai mudar’, o senador Armando Monteiro (PTB) já deu o tom que deve adotar contra o Palácio do Campo das Princesas. Em Petrolina, reduto dos Coelho, o senador alfinetou o Governo cobrando soluções para questões relacionadas à segurança e saúde.
Ao falar sobre o assunto, Armando fez uma ressalva ao trabalho do ex-governador Eduardo Campos, mas em seguida reprovou a “postura” do atual chefe do Executivo e criticou a falta de orçamento para lidar com o assunto em anos anteriores. “Agora já perto do ano eleitoral, vocês verificaram uma ação que muito se destina muito ao marketing, que é, por exemplo, apresentar a ampliação dos efetivos, a instalação de batalhões em algumas áreas que há muito já eram reclamadas pela população”, pontuou.
O senador esteve acompanhado do companheiro de chapa e pré-candidato ao Senado, deputado Mendonça Filho (DEM), do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e do deputado federal Fernando Filho (DEM).
Além da pauta da segurança, Armando Monteiro criticou a situação da saúde pública do Estado classificando-a como “caótica”. “É a maior queixa da população de Pernambuco”, lembrou.
Avaliação
Apesar de estar no campo oposto ao PT, partido com quem caminhou junto nas últimas eleições, Armando Monteiro avaliou que se a vereadora Marília Arraes (PT) for fritada da disputa ao Governo do Estado pelo próprio PT, ela continuará no campo das oposições. “Como respeito muito a vereadora e sei que ela é uma pessoa de convicções muito firmes, se ela vier a ser preterida ou atropelada por qualquer razão, tenho certeza que ela vai continuar coerentemente fazendo discurso de oposição”.
Na frente das oposições, os integrantes, no entanto, torcem para que a petista seja ungida para disputar o Palácio do Campo das Princesas. A leitura é que Arraes dividiria o voto com o PSB forçando um segundo turno, o que terminaria por beneficiar Armando Monteiro.

0 comentários:

Postar um comentário