Educação do Estado continua sendo destaque no Brasil

,
Em um ano de muitas conquistas e destaque nacional em diversas atividades, a educação pública de Pernambuco continua mostrando porque foi eleita, pelo IDEB 2016, a melhor e a mais atrativa do Brasil. Provando que educação não se limita à sala de aula, desta vez, o Estado foi medalhista de ouro no Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras com a Banda Marcial da Secretaria Estadual de Educação (SEE), pelo segundo ano consecutivo. A agremiação, composta por 83 estudantes de nove escolas da rede, foi recebida e parabenizada pelo governador Paulo Câmara, na manhã desta terça-feira, no Palácio do Campo das Princesas. A disputa, realizada nos dias 9 e 10 deste mês, em Aracajú (SE), concedeu ao grupo pernambucano o título na categoria "Marcial Infanto Juvenil", além, ainda, do prêmio máximo nas categorias Banda, Corpo Coreográfico, Baliza, Mor e Pelotão Cívico.
“O ano de 2017 termina coroado com esse prêmio da Banda Marcial da Secretaria de Educação, que representa tão bem Pernambuco. Isso mostra que os caminhos são muitos, que investir em educação, em cultura, em música e em esportes vale a pena. Essa é a nossa forma de motivar os alunos, de ter a escola mais atrativa do Brasil. Pernambuco tem, hoje, a menor taxa de evasão escolar do País, a maior taxa de aprovação, a menor diferença entre a escola pública e a privada, além de sermos o primeiro colocado no ranking do IDEB no Ensino Médio. E esse conjunto de atividades contribui para o desenvolvimento dos nossos alunos”, destacou o governador.
Formado por estudantes de nove escolas da Região Metropolitana do Recife, o grupo inclui 60 músicos, 14 jovens no corpo coreográfico e nove no pelotão. Nesta edição, a banda competiu com 52 bandas de 16 estados, apresentando as músicas Voyage, Zeus: King Of The Gods, Chapéu de Sol Aberto e Vassourinhas. Em 2016, a mesma banda venceu a competição que ocorreu no Rio de Janeiro. A disputa é promovida pela Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras. "A maior parte dos componentes representam bandas que são, em diversas categorias, campeãs. E isso acaba sendo um incentivo para que todos os estudantes se esforcem, cada vez mais, para integrar a banda da Secretaria de Educação. É um orgulho pra gente também, porque a educação do Estado está vivendo um momento muito bonito, muito positivo”, declarou o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio. 
O estudante Lucas da Silva, de 18 anos, que é um dos 86 integrantes da Banda Marcial da SEE, viveu a experiência do intercâmbio no Canadá, neste ano, por meio do Programa Ganhe o Mundo Musical. Para ele, a oportunidade transformou sua vida. “É muito gratificante, pois vejo que os meus estudos estão valendo a pena e o reconhecimento está vindo. Após o intercâmbio no Canadá, eu passei a ter uma nova visão de futuro, com novos planos e agora estou aos poucos colocando em prática”, afirmou. Lucas é aluno da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Professor Mardônio de Andrade Lima Coelho, localizada na Bomba do Hemetério, no Recife, e pretende se formar no curso de Música da Universidade Federal de Pernambuco.
Além da Banda Infanto Juvenil, a competição contou com a participação de mais quatro fanfarras pernambucanas: a Banda de Percussão Juvenil do Colégio Militar de Petrolina; a Banda Musical Juvenil da Escola de Referência em Ensino Médio José Caldas Cavalcanti, de Cabrobó; a Banda Marcial Infantil Nilo Coelho, Recife; e a Banda Marcial Master Juvenil Padre Francisco Carneiro, de Olinda.

0 comentários:

Postar um comentário