O Cariri cangaço aporta na terra da Pedra do Reino

,

Por Valdir José Nogueira 


A acolhedora cidade sertaneja de São José do Belmonte, Terra da Pedra do Reino, começou a testemunhar na manhã deste último sábado, dia 25 de novembro a consolidação de uma das mais esperadas agendas Cariri Cangaço para o ano de 2018. No Castelo Armorial, Manoel Severo, curador do Cariri Cangaço, capitaneou juntamente com os conselheiros: Manoel Serafim (Floresta-PE), Lourinaldo Teles (Calumbi-PE), Sousa Neto (Barro-CE) e o Professor Pereira (Cajazeiras-PB), a reunião que marcou o inicio do grande evento, cujo tema será “Ariano Suassuna e a Pedra do Reino” e a “Saga Carvalhos e Pereiras”, tem previsão para sua realização entre os dias 11 e 14 de outubro de 2018 e potencializará a integração turística e cultural em São José do Belmonte. O Cariri Cangaço é um evento de Cunho turístico-cultural e histórico-científico que reúne os mais destacados pesquisadores e historiadores das temáticas: cangaço, coronelismo, misticismo, messianismo e correlatos ao sertão e ao nordeste do Brasil.
O encontro deste sábado contou ainda com as presenças de Augusto Martins, Presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Pajeú, de Valdir Nogueira, Clênio Novaes, Cícero Moraes, Clécio Novaes, Edizío Carvalho, Luiz Ferraz, Cícero Aguiar, Socorro Martins e Ingrid Rebouças dentre outros.

0 comentários:

Postar um comentário