Fotos cedidas pela Polícia Militar ao Farol de Notícias
Na tarde desta sexta-feira (18), o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães (Hospam) confirmou a segunda morte após a explosão de um carro forte da empresa Preserve, nas imediações da Vila Jatiúca, distrito de Santa Cruz da Baixa Verde, e Serra Talhada (leia mais).
Segundo informações do Major Fabrizio Ferraz, do 14º BPM. em contato com o FAROL DE NOTÍCIAS, o homem identificado como Leandro Jonathan de Oliveira Silva, 24 anos, é um dos 12 homens que participaram do assalto ao carro forte.
De acordo com o Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam), Leandro Silva já chegou em óbito, por volta das 15h15 desta sexta, repleto de perfurações de arma de fogo no tórax, abdômen e em uma das pernas.
CONFRONTO
De acordo com a Polícia Militar, parte do dinheiro e explosivos também foram recuperados e Leandro Jonathan foi atingido durante uma troca de tiros com agentes do CECOP, Graduado de Operações de Santa Cruz e Calumbi, com apoio do BEPI, Operação Malhas da lei e NIS-2, além de efetivo de PMs de folga que estão dentro da caatinga no encalço dos criminosos.
O confronto ocorreu nas proximidades da comunidade Bom Sucesso, distrito de Calumbi e toda a área está cercada pela Polícia Militar.
Policiais militares de todos os grupos da corporação, inclusive os que estavam de folga, estão se apresentando de forma voluntária no 14º BPM para ajudar nas buscas e apreensões dos bandidos e materiais roubados.
A reportagem do FAROL também entrou em contato com a Polícia Civil de Serra Talhada, que confirmou a informação e esclareceu que Leandro Jonathan de Oliveira Silva é natural de Cabrobó, porém, já foi detento do presídio de Salgueiro.




Compartilhe isto: