Tira dúvida sobre adultério no casamento e as suas consequências

,
A palavra de Deus nos ensina a cerca do adultério de maneira simples e objetiva, que o ato de cometer traição contra o cônjuge é rejeitado pelo o Deus planejador da família. Existe o adultério visual, que através do egoísmo alimentado pela a cobiça, gerando a impureza sexual ilícita, Jesus disse: Qualquer que atentar numa mulher para cobiçar já cometeu adultério com ela. (Mateus 5.28). É aquele velho olhar com maldade e desejo descontrolado. O adultério visual, continuo e planejado leva a morte espiritual, e se não houver arrependimento e abandono, pode levar a morte eterna. Existe também o adultério corporal ou material, quando um cônjuge se relaciona com outra pessoa fora do matrimônio, levando tanto ele(a) e o passeiro(a) a desobedecer a lei divina e se tornarem ambos adúlteros, existe a exceção se o passeiro(a) envolvido(a) não souber que a pessoa na qual se relacionou sexualmente era casado(a), resultando no pecado de fornicação ( ato sexual fora do casamento) p/ o passeiro(a), pois muitas vezes a pessoa adultera além de já possuir este pecado é também mentiroso(a) e Deus juga o ser humano pela a consciência. A consequência do adultério é a destruição na base da confiança e do respeito ao cônjuge vitima da traição. O aconselhável é que a vítima da traição perdoe o seu passeiro(a) e lhe der mais chances, se por outro lado não chegar a tomar essa decisão de perdoar o adúltero(a) e não resultar com o retorno do relacionamento, poderá se divorciar, ficando novamente solteiro e livre para iniciar um novo relacionamento e até casar-se novamente com outra pessoa solteira ou viúva, para tudo isso ocorrer é necessário provas de tal traição; quanto ao traidor; para ele(a) ter a sua salvação eterna em Cristo, precisará se arrepender do seu ato e viver o resto da sua vida sem se relacionar amorosamente com nenhum passeiro(a), caso contrário não terá salvação, pois até o que se relacionar com um adultero de forma consciente do seu ato pecaminoso, torna-se adúltero(a) também. As regras são duras, pois a sua família vale mais que ouro p/ Deus e o que resta é fugir desse pecado destruidor, pois só existe duas formas de separação matrimonial para Deus, falecimento ou adultério do cônjuge.(Mateus 5.31,32)
(Edição: Josivan Cosme) Obs: Este texto foi produzido, pelo fato das pessoas possuírem muitas dúvidas, fazendo perguntas frequentes a mim em pregações em público.

0 comentários:

Postar um comentário