Perigo ao estacionar veículos próximo a Rodoviária de São José do Belmonte-PE

,
Logo após o funcionamento da Unidade Mista de saúde Leônidas Pereira de Meneses, nome dado a unidade em homenagem ao saudoso ex- presidente da câmera de vereadores da nossa terra, na época da gestão do saudoso ex-prefeito José Carvalho Sobrinho, tem se observado que quasse todos os acompanhantes que conduzem  veículos para trazerem as pessoas para serem atendidas na Unidade Mista de saúde, tem estacionado seus veículos muito próximo a rodoviária que fica as margens da PE 430, na Avenida Euclides de Carvalho, que não está de confiança, o prédio público que pertence a circunscrição e responsabilidade do Governo do Estado de Pernambuco e não da prefeitura de São José do Belmonte-PE, se encontra com grandes infiltrações e estruturas seguradas com ajuda de escoramentos de madeiras, resultando um perigo iminente ( que ameaça acontecer), então evitem estacionar seus veículos muito próximo a Rodoviária Belmontense, por que a sua sombra pode custa muito caro.( Edição Josivan Santos)


Um comentário:

  1. Lamentável ver a minha terra sem ter um lugar apropriado para se despedir dos entes queridos quando partem para outros lugares. O governo municipal tem a obrigação de incomodar o governo Estadual para fazer algo a este respeito. Onde anda os vereadores dessa cidade, eles são os promotores legislativos das pessoas que os escolheram através do voto, incomodem o prefeito para que o prefeito incomode assim a quem de direito e competência, se não agirem dessa forma, logo,logo esse esqueleto vitimará um belmontense, aí muitos se esquivarão das responsabilidades, o governo municipal, que foi omisso, a câmara dos vereadores que fechou os olhos, o governo estadual que não assumiu a competência e o ministério público com toda a justiça, juntamente com a defesa civil (se tiver esse órgão em Belmonte), serão culpados dessa tragédia. O povo também não se isentará dessa responsabilidade por ver tamanho abandono e não fazerem nada a cada quatro anos que se passa.

    ResponderExcluir