Como prosperar financeiramente, mesmo em tempos de crise

,
Como prosperar financeiramente, mesmo em tempos de criseUma coisa é fato: mais cedo ou mais tarde todos nós passaremos por momentos de fartura e também de dificuldades na vida financeira. Haverá momentos em que teremos uma boa quantia de dinheiro e outros em que lutaremos para ter até mesmo o "básico" para viver.
No entanto, a Bíblia nos mostra, pelo menos, quatro princípios que podem nos ajudar a passar por esses momentos de uma forma mais tranquila. É possível sim, prosperar financeiramente mesmo em tempos de crise, mas para que isso aconteça, precisamos aplicar essas lições com disciplina e, principalmente, sabedoria. Veja quais são esses princípios:

1) Não se engane: os tempos difíceis poderão surgir em algum momento

Ter uma boa fonte de renda, que nos traga estabilidade financeira e que nos proporcione tudo o que queremos, geralmente nos deixa muito otimistas e isso pode ser prejudicial, pois o otimismo faz com que nos esqueçamos de que os dias difíceis chegarão. Talvez você me pergunte: "Então, o que eu preciso fazer para não ser pego de surpresa, pastor?" A resposta é: seja como o José da Bíblia! Esse homem de Deus sabia que os dias difíceis viriam e por isso disse a Faraó: "...Depois virão sete anos de fome. Então todo o tempo de fartura será esquecido, pois a fome arruinará a terra" (Gênesis 41:30).
Saber que dias difíceis surgirão uma hora ou outra, faz com que sejamos mais prudentes em nossos gastos, no modo de administrar o nosso dinheiro. É comum gastarmos mais do que precisamos quando vivemos dias de abundância, mas isso pode nos levar a um sofrimento maior quando a fonte seca. Então reflita: como eu posso me preparar para a chegada dos tempos difíceis?

2) Trace uma estratégia bem definida para encarar os tempos difíceis

Quando a época das "vacas magras" chegar e desequilibrar sua vida financeira, o que você fará? Como você agirá se perder o emprego, se o seu salário for reduzido ou se o seu negócio vender menos do que nos tempos de bonança? José sabia exatamente o que fazer para enfrentar os dias de luta. Ele sabia que era preciso pensar sobre isso enquanto tudo ainda ia bem, para que a futura crise não tivesse um impacto tão negativo na vida do povo egípcio. Ele disse: "O faraó também deve estabelecer supervisores para recolher um quinto da colheita do Egito durante os sete anos de fartura. Eles deverão recolher o que puderem nos anos bons que virão e fazer estoques de trigo que, sob o controle do faraó, serão armazenados nas cidades. Esse estoque servirá de reserva para os sete anos de fome que virão sobre o Egito, para que a terra não seja arrasada pela fome" (Gênesis 41:34-36).
Para prosperar financeiramente, mesmo em tempos de crise, você preciso traçar uma estratégia bem definida e, principalmente (possível de ser realizada), para te guiar nos bons e maus momentos. De nada adianta ter um plano e não segui-lo, não é mesmo? José apresentou uma estratégia grandiosa ao faraó: reservar 20% de toda a colheita do Egito durante os anos de fartura. Essa era, com certeza, uma estratégia muito inteligente, mas não era fácil de ser colocada em prática. Onde o Faraó guardaria tanta comida? Certamente teria que construir grandes celeiros de estoque. Além disso, foi necessário fazer o povo economizar, o que não deve ter sido nada fácil.
E, acima de qualquer coisa, foi preciso manter o foco na administração dos recursos que entravam: Quanto colhemos neste mês? Quanto vamos precisar para suprir as nossas necessidades? Quanto iremos guardar? Onde podemos cortar gastos desnecessários? Saber administrar é um dos princípios para vencermos os tempos difíceis antes que eles cheguem.

3) Faça uma poupança

Na época que eu estava na escola, eu tinha um professor que sempre dizia: "não existem milagres na Matemática". E isso se aplica muito bem na vida financeira! Se você gasta mais do que ganha, se gasta boa parte do dinheiro com coisas desnecessárias e entra em dívidas com facilidade, então você certamente passará por problemas nos tempos de crise.
O Livro de Gênesis nos mostra que José usou o princípio da poupança para resolver o problema do Egito durante a época das "vacas magras" que eles iriam viver. Poucos dão valor à poupança, mas ela é muito importante. Então, poupe o máximo que você puder. Não importa se é R$ 10 ou R$ 20 por mês, mas guarde! O que você poupar hoje poderá suprir as suas necessidades amanhã. José definiu que o Egito poupasse 20% de tudo o que colhia. E esse é um número perfeito! Se você conseguir poupar 20% do que ganha, em cinco meses terá o equivalente a um mês de salário. Isso fará muita diferença quando os tempos de crise vierem. Então, faça da poupança algo importante em sua vida.

4) Não seja uma pessoa relaxada

A fartura faz com que as pessoas fiquem mais relaxadas na administração do dinheiro. E José, mais uma vez, nos ensina algo importante: não sermos descuidados com os nossos ganhos. Mesmo durante os sete anos de "vacas magras" vividos com o povo do Egito, quando os celeiros estavam cheios por causa da poupança que fez, ele não deixou de trabalhar e aumentar seus ganhos. Veja: "Assim, José comprou todas as terras do Egito para o faraó. Todos os egípcios tiveram que vender os seus campos, pois a fome os obrigou a isso. A terra tornou-se propriedade do faraó" (Gênesis 47:20).
Aprenda de uma vez por todas: aqueles que são prudentes nos tempos de fartura, vencem a crise e conseguem prosperar financeiramente mesmo em tempos de crise. Enquanto isso, aqueles que são relaxados com o seu dinheiro, perdem o que ajuntaram por causa da imprudência e da má administração. Então, tenha responsabilidade com o que você ganha, pois somente assim você poderá vencer os tempos de crise, como também poder ajudar seu próximo. Pastor Antonio Junior

0 comentários:

Postar um comentário