Mensagem da família Suassuna, por ocasião da inauguração do “Portal Ariano Suassuna” em São José do Belmonte

,
Por Ester Suassuna Simões
“Ariano Suassuna sempre dizia que não pretendia morrer. Quando dizia isso em público, nas suas aulas-espetáculo, provocava risos, certamente porque todos sabem que a mortalidade é uma condição da vida humana, e ouvir um senhor de idade afirmar isso com tanta convicção era, no mínimo, engraçado. Hoje, mais uma vez, a cidade de São José do Belmonte nos ajuda a lembrar que, ao final, ele teve o pedido atendido, e permanece aqui depois de seu encantamento.
Em uma de suas falas, o personagem Quaderna diz assim: “Minha história só será entendida integralmente por uma pessoa para quem a palavra “pedra” representasse tudo o que significa para mim. Uma pessoa que, ao ouvir dizer “pedra”, entrasse imediatamente em um reino, pobre mas reluzente, e onde havia pelo menos quatro tipos de pedra (...)”. Aqui nesta cidade, há muitas pessoas assim, que compartilham com Quaderna – e com Ariano – a percepção da força de resistência e sabedoria existente nas pedras sertanejas. A alegria com que vocês celebram a Pedra do Reino, sua memória e sua história, são exemplos disso.
Agora, a entrada nesse Reino reluzente e encantado de que falava Quaderna é materializada por este belo Portal Ariano Suassuna e também pelo mural que, de maneira simbólica, apresenta os desenhos feitos por ele para o Romance d’A Pedra do Reino. Passar por esse pórtico será sempre adentrar um lugar de memória e reverência pelo qual somos bastante agradecidos. Ariano vive aqui e em vocês. Continuemos!”

0 comentários:

Postar um comentário