Prefeitos eleitos neste segundo turno em Pernambuco, Geraldo (Recife), Anderson (Jaboatão), Raquel (Caruaru), Lupércio (Olinda)

,
O prefeito do Recife, Geraldo Julio(PSB) já está reeleito com uma vantagem de 175 mil votos contra João Paulo(PT). O socialista aparece com 61,08% dos votos. Até o momento, foram apuradas 92% das urnas.  As pesquisas já apontavam a vantagem do socialista.  O prefeito reeleito dará uma coletiva à imprensa, no Recife Monte Hotel, onde acompanha a apuração dos votos ao lado do governador Paulo Câmara, de integrantes da Frente Popular e familiares.  No Marco Zero, os eleitores do socialista já esperam a chegada dele para a festa da vitória.
  
Com 91,44% das urnas apuradas, Anderson Ferreira (PR) foi eleito com 58,24% dos votos válidos, o equivalente a 155.751 eleitores contra os 111.679 votos para o oponente Neco (PDT).
A militância do republicano faz a festa de comemoração em frente ao comitê de apuração, em Piedade, enquanto aguarda a chegada do prefeito eleito.
Com 100% dos votos apurados, a deputada estadual Raquel Lyra(PSDB) foi eleita e será a primeira mulher a assumir a Prefeitura de Caruaru.  Filha do ex-governador João Lyra Neto, a tucana venceu o também deputado estadual e ex-prefeito do município Tony Gel(PMDB) com 53,15% dos votos, uma diferença de 11 mil votos. Essa foi a primeira vez que o município decidiu uma eleição no segundo turno.

A disputa eleitoral em Olinda foi tida como uma das mais acirradas no Estado. A população já conhece seu novo prefeito: o Professor Lupércio (SD) venceu o pleito e comemora o triunfo com a sua militância, em casa de eventos no bairro de Casa Caiada. Com 100% das urnas apuradas, Lupércio conquistou 120.225 votos válidos, contra 90.558 de seu adversário.
Ele derrotou o postulante do PSB, Antônio Campos. De início, o prefeiturável do Solidariedade lançou o que se chama de "chapa puro sangue", quando candidato e vice são do mesmo partido. De campanha desacreditada, foi ganhando corpo e adesão de partidos no segundo turno. Contra o adversário Antônio Campos, travou uma verdadeira guerra judicial.

0 comentários:

Postar um comentário