Paulo Câmara decide disputar a reeleição ao governo do Estado

,
Após analisar a conjuntura nacional e local em uma reunião no Palácio do Campo das Princesas, no mês passado, o governador Paulo Câmara disse a auxiliares que pretende disputar a reeleição. “Estou animado”, disse.

O que se sabia até então era que o sucessor de Eduardo Campos estava desiludido com a realidade da política e preferia encerrar o seu mandato e voltar ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). 
O primeiro passo foi retomar o controle das contas do Estado, com a troca na secretária de Fazenda. Paulo Câmara transferiu Márcio Stefani, nome indicado por Geraldo Julio, para a pasta de Planejamento, ao passo que colocou no seu lugar Marcelo Barros.


Aliados do governador também citam a movimentação recente em Jaboatão dos Guararapes como simbólica desta nova disposição. Paulo Câmara assumiu pessoalmente as negociações com o tucano Elias Gomes e fez um acordo em que a moeda de troca não beneficiária apenas os socialistas do Recife. De acordo com essa informações de bastidores, o nome que mais interessaria a Geraldo Julio em Jaboatão seria Anderson Ferreira, do PR, que também ofertaria apoio ao projeto no Recife.
De acordo com essas avaliações, a escolha de Evandro Avelar, nome que foi sacado da disputa de Jaboatão, para cuidar do complexo portuário de Suape foi estratégia: blindar Suape – que fica entre Ipojuca, Cabo e Jaboatão – em ano eleitoral. 


Se não fossem as falhas de comunicação, o episódio de Jaboatão era para ter sido vendido como um contraponto às negociações para as eleições em Caruaru, em que o PDT anunciou apoio a Geraldo Julio no Recife, enquanto o prefeito José Queiroz abriu mão da cabeça de chapa em favor dos socialistas, desde que o PSB não desse a legenda a deputada estadual Raquel Lyra, filha do ex-governador João Lyra. Ambos foram embora para o PSDB, reforçando a oposição, inclusive no Recife, contra o próprio socialista. 


BLOG DO JAMILDO

0 comentários:

Postar um comentário