Belmontense perde R$ 1.800 no golpe do carro quebrado

,
O comerciante Luiz Ferreira, morador na Avenida Euclides de Carvalho, em São José do Belmonte, foi vítima do 'golpe do carro quebrado". Ele recebeu ligação de uma pessoa que se identificou como sendo o vendedor de tintas, que faz os pedidos de sua loja, que pediu emprestado dinheiro para chegar a São José do Belmonte.
O comerciante que aguardava a chegada do vendedor acreditou. Do outro lado da linha, o estelionatário disse que estava a caminho da cidade, o carro quebrou, o mecânico não aceitava cheque e precisava que ele fizesse um depósito.
Seu Luiz foi ao banco, transferiu R$ 1.000, e fez outra transferência  de 800 através da conta do seu filho, dando um prejuízo total mil e oitocentos reais.
Mais tarde, ela ligou para o vendedor, perguntando se deu tudo certo, e ficou sabendo que ele nem tinham saído de lá. Alguém, que sabia das movimentações comerciais de seu Luiz  com o vendedor se aproveitou da situação para arrancar dinheiro da vítima.

Um comentário:

  1. SEU LUIZ, VA ATÉ A DELEGACIA, PRESTA OS DEPOIMENTOS, E A POLICIA PODE MUITO BEM CHEGAR ATÉ O DONO DA CONTA, ATRAVÉS DO COMPROVANTE DE TRANSFERENCIA A QUAL TEM AGENCIA E NUMERO DA CONTA, POIS PARA A POLICIA O BANCO FORNECE O ENDEREÇO DO PROPRIETARIO DA CONTA.

    ResponderExcluir