Belmonte: Romonilson Mariano: “Meus adversários não têm crédito para falar em pesquisa; é fraudulenta”

,
Fotos: Farol de Notícias/Alejandro Garcia
Fotos: Farol de Notícias/Alejandro Garcia
Nesta sexta-feira (1) a redação do Farol recebeu a visita do empresário Romonilson Mariano (PHS), pré-candidato a prefeito de São José do Belmonte, no Sertão Central. A visita aconteceu três dias após a entrevista do seu adversário, Vital Machado (PSB), que ‘mirou’ uma série de críticas a Mariano. Leia na íntegra.
FAROL: Recebemos a visita do dr. Vital Machado no início da semana, onde o pré-candidato veio em clima de euforia em função de uma pesquisa. Colocou para os leitores que ele estava em vantagem com relação à sua pré-candidatura. Como o senhor vê essa provocação do dr. Vital Machado dizendo que está avançando, enquanto o senhor está recuando?
ROMONILSON MARIANO: Bom dia, Giovanni. Muito obrigada pelo convite e queria dizer que você fala em pesquisa e eu parto para o crédito. Eu não sei se o grupo dele tem crédito para comentar pesquisa, porque o que tem sido feito ultimamente é mentira, mentira, mentira. Vital mesmo, na eleição que ele disputou há 16 anos com Neném de Alberto lançou uma pesquisa que tinha 30 pontos na frente, no dia da eleição foi a maior lapada da história de Belmonte. Pesquisa divulgada por ele e se juntou com esse grupo de Rogério, abandonou a gente, você sabe disso. Não ligou para laços familiares para nada, abandonou mesmo e o único e exclusivamente ele que foi para o outro grupo.
Continuam fazendo pesquisas e divulgando resultados e não fazendo, só divulgando resultados. Porque não foi feito, teve até um desafio do presidente da Câmara oferecendo R$ 100 para quem foi entrevistado no município.  Foi na rádio e não apareceu até agora. Aquela história, eles usam muito o desrespeito com a população que é você tentar enganar. A classe política já não está tão credenciada para falar muita coisa e muita gente enganando o povo não funciona. Eu não vejo o crédito que ele tem para falar de pesquisa. Não tem crédito nenhum e vamos ser sinceros, a pesquisa é fraudulenta mesmo.
FAROL: O dr. Vital disse que a disputa era do ‘tostão contra o milhão’. Está havendo essa briga mesmo? O senhor é o homem do dinheiro que vai brigar contra um grupo que está desacobertado financeiramente? A disputa é por aí em Belmonte?
ROMONILSON MARIANO: É o que tem se repetido, é o que eles pregam. É aquela história, na política suja, nos profissionais da política é o seguinte: os babões têm defeito? Não, então vamos botar. É a única forma que eles têm é de estar inventando e criando essa imagem. Estão distorcendo isso aí, quem tem dinheiro é quem está no poder, a prefeitura, um deputado estadual, um governador.
Eu acho que até o presidente dos Estados Unidos deve estar com eles, né? E dizer que não tem dinheiro? É mentira. A minha vida é o seguinte, eles pregam que eu tenho dinheiro, mas a minha vida foi humilde. Sabem de onde eu vim, da zona rural, trabalhando, tudo meu é declarado. Eles, inclusive, já vasculharam tudo isso, Receita Federal, Secretaria da Fazenda Estadual, tudo. E o meu suor é no trabalho, se eu tenho não vejo nenhuma culpa.
FAROL: O pré-candidato Vital Machado também insinuou que está havendo um jogo de toma lá da cá por parte do seu grupo político. Como é que o senhor vê essa declaração?
ROMONILSON MARIANO: Já que você me deu essa chance eu vou voltar a pergunta, existe o toma lá dá cá como? Eu trazendo gente ou o toma lá dá cá está mais caro para ele? Porque ele foi para lá e não ligou família, não consultou nem eleitor se podia, então qual foi o único motivo de ele ter ido para lá? Será se não rolou muito dinheiro nisso aí? Está faltando esclarecer isso aí.
FAROL: Para fechar, eu queria fazer uma pergunta que também fiz ao pré-candidato Vital. O que vai diferenciar o Romonilson do pré-candidato Vital Machado? Em relação às propostas para São José do Belmonte?
ROMONILSON MARIANO: A principal maneira da gente é a seguinte, eu não sou político, não venho de política de tradições. Sou gestor de empresas, que é o que está faltando em Belmonte, tratar o poder público, o dinheiro público com seriedade e transparência. Mostrando para a população de onde veio e para onde foi, isso claramente, esclarecido. Não é propaganda você colocar um carro de som e dizer que ‘eu fiz tantas ruas, o que eu fiz de obrigação’. Então, o que falta é transparência nas contas, esclarecimento da população, o que difere de uma propaganda muitas vezes até eleitoreira.
E o que vai mudar muito e já deu um diferencial de uma candidatura minha do meu opositor é uma coisa muito clara muito nítida. Você vê o seguinte: quem está por trás do grupo da gente? Quem está por trás de tudo unido é o povo de Belmonte que está tomando essa decisão de mudar. Ou ter um grupo que já está com gestões, provado e comprovado, que esse modelo de gestão não funciona em Belmonte. Esse apoio a Vital, foi de graça? Foi comprado ou foi com compromisso futuro de mandar em Belmonte? Isso é um diferencial que faz da gente.
romonilson 2
(Do Farol de Noticias)

0 comentários:

Postar um comentário