Em PE, Dilma diz que microcefalia pode ter dimensão nacional

,
A presidente Dilma Rousseff afirmou neste sábado (05), em visita ao Recife (PE), que a microcefalia "está se caracterizando" como uma doença com "dimensão nacional". A petista esteve em Pernambuco para lançar um plano de ação contra o zika vírus, que está associado à rápida elevação dos casos de crianças nascidas com má formação do crânio.
Em entrevista coletiva, Dilma disse que a transmissão acelerada do zika vírus não deve ser motivo para “pânico”, mas cobrou “grande atenção”, para combater o vetor do vírus, que é o mosquito Aedes aegypti (o mesmo que transmite a dengue). Segundo Dilma, o governo vai promover uma “ação de guerra” para evitar a proliferação do zika e pediu união para que haja uma “mobilização nacional”.
“O que é a nossa principal preocupação é que isso possa caracterizar e está se caracterizando uma doença com dimensão nacional. Não acho que deve ser uma questão de pânico, mas tem que ser de grande atenção. É uma doença bastante complicada porque afeta crianças, que são o futuro do Brasil”, disse a presidente Dilma, que se reuniu com governador de Pernambuco e o prefeito do Recife para lançar um plano de ação contra o zika.
Dilma afirmou ainda que a ocorrência da microcefalia no Brasil é o primeiro caso de grande proporção detectado no mundo. "Foram detectados esse ano de 2015 casos que levam os especialistas em saúde pública a fazerem correlação entre o zika e o aparecimento acima dos níveis normais da microcefalia. Isso, em termos de saúde pública, é o primeiro caso claramente em grandes proporções detectado no mundo. Já havia alguma relação feita na Polinésia Francesa, na Micronésia, nas ilhas daquela região. Mas aqui no Brasil ganhou uma proporção bastante elevada. (Via: G1 PE)

0 comentários:

Postar um comentário