Coluna politica escrita pelo advogado Caio Menezes de São José do Belmonte

,
Por Caio Menezes


É muito fácil colocar a culpa da corrupção nos políticos, de fato eles tem culpa! Mas não só eles, o povo leva o político a se corromper, quando pede "ajudas" em troca de votos. Coitados dos candidatos, todos os dias e todas as horas tem gente na porta de suas casas pedindo dinheiro pra pagar água, luz, botijão, feira, etc. E os que se elegem? O povo pensa que eles ficaram os caras mais ricos do mundo, porque a quantidade de pessoas pedindo dobra e, está ai o motivo pelo qual a maioria dos eleitos somem da rua e geralmente vão morar fora da cidade, pra não ter que ficar sendo abordados por "pedintes" e ter que dizer um não, pois se assim disserem, irão receber a seguinte resposta: no tempo da eleição o senhor dava tudo e ainda prometia mundos e fundos, agora que se elegeu esqueceu o povo!
Todos sabem que em municípios pequenos e de médio porte só ganha quem gastar mais, quem comprar mais votos e isso é uma pena. Porque se o candidato está pagando pelo voto ele não pode ser cobrado por mais nada, afinal ele pagou para ter aquela posição. Os que literalmente vendem seus votos geralmente são os mais pobres ou de menor instrução que não sabem a importância do voto consciente. Do mesmo modo, o povo da classe média ou melhor remunerada, vota no candidato que melhor lhe convém, ou seja, naquele que pode ajudar a sua família, ou lhe dar um cargo ou qualquer outro benefício, o que também é uma pena, pois o voto também deixa de ser consciente.
Acho vergonhoso o fato das vilas Delmiro, fortuna, Carolina, acudindo e COHAB não terem, cada uma delas, um representante - um dos seus moradores - na câmara de vereadores. Todas estas comunidades possuem potencial para eleger pessoas da própria comunidade, assim como fazem o Carmo, bom nome, cabaças e Jatobá.
Em suma é isso: vota-se em troca de favor, seja ele em dinheiro ou em ações.
Vemos muitos revoluções e nos revoltamos com certas atitudes dos nosso governantes, principalmente contra os governadores e presidente, mas contra o governo municipal dificilmente existe alguma atitude mais enérgica da população.
O bom é que quando chega o tempo da eleição de prefeito paramos de enxergar os problemas passados e focamos nas soluções futuras, principalmente na solução dos nosso problemas financeiros!
Seria ótimo que todos votassem de forma consciente, pensando no melhor para a comunidade em que vivem. Seria ótimo que os candidatos não precisassem pagar para se elegerem. Seria ótimo que os governantes investissem cada centavo recebido cumprindo rigorosamente o orçamento, teríamos serviços de ótima qualidade e profissionais bem remunerados. Seria bom que o prefeito/governador/presidente escolhesse o seu secretariado tendo por base a experiência, a qualificação, o conhecimento técnico e o compromisso da pessoa escolhida. Enfim, a pesar de achar que a política ideal está muito distante, sinto que temos o dever de tentar conscientizar o nosso povo da necessidade de votarmos sem interesses pessoais.

0 comentários:

Postar um comentário