Aluna da UFPE cai de ônibus em movimento e morre no Recife

,

Caso ganhou as redes sociais e indigna a população recifense

A morte de uma estudante da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) comove alunos, professores e a sociedade recifense ao longo deste sábado (9). Camila Mirele Pires da Silva, de 18 anos, cursava biomedicina. Por volta das 19h desta sexta (8), voltava da instituição num ônibus da linha Barro/Macaxeira, da empresa Metropolitana. Segundo testemunhas, o motorista do coletivo teria aberto a porta do meio com o veículo ainda em movimento; a vítima estava de costas para a porta e acabou caindo na BR-101.

No chão da rodovia, outro ônibus teria atropelado a estudante, de acordo com informações da Polícia. O motorista do ônibus só percebeu o incidente quando outros passageiros começaram a gritar e pedir para parar. Estudantes que viram o incidente afirmaram que Camila ainda estava consciente, após o acidente. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital Getúlio Vargas, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, mas faleceu na unidade de saúde. O velório e enterro serão realizados na tarde deste sábado, no cemitério do Barro, em Jaboatão.

A morte de uma estudante da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) comove alunos, professores e a sociedade recifense ao longo deste sábado (9). Camila Mirele Pires da Silva, de 18 anos, cursava biomedicina. Por volta das 19h desta sexta (8), voltava da instituição num ônibus da linha Barro/Macaxeira, da empresa Metropolitana. Segundo testemunhas, o motorista do coletivo teria aberto a porta do meio com o veículo ainda em movimento; a vítima estava de costas para a porta e acabou caindo na BR-101. 

No chão da rodovia, outro ônibus teria atropelado a estudante, de acordo com informações da Polícia. O motorista do ônibus só percebeu o incidente quando outros passageiros começaram a gritar e pedir para parar. Estudantes que viram o incidente afirmaram que Camila ainda estava consciente, após o acidente. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital Getúlio Vargas, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, mas faleceu na unidade de saúde. O velório e enterro serão realizados na tarde deste sábado, no cemitério do Barro, em Jaboatão. 

Indignação e sentimento de incapacidade tomam conta dos familiares e conhecidos da garota. O acidente reacende o debate sobre os serviços problemáticos do transporte público na Região Metropolitana do Recife (RMR). Estudantes da UFPE prometem que realizarão uma manifestação, na segunda-feira (11), em protesto contra o fato. A assessoria do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) afirmou que um posicionamento sobre o caso é incumbência da Metropolitana, responsável pela linha em questão. 

Até o momento, apenas a UFPE emitiu uma nota oficial. No texto, a entidade afirma que cobrará das autoridades responsáveis uma “rigorosa apuração dos fatos”. Confira, abaixo, na íntegra: 

A Universidade Federal de Pernambuco manifesta seu profundo pesar pela morte da estudante Camila Mirele Pires da Silva, vítima de acidente de ônibus na BR 101, na Cidade Universitária, por volta das 19h de ontem. Camila tinha 18 anos e era aluna do terceiro período do curso de Biomedicina. A UFPE colocou assistentes sociais e psicólogos para prestar apoio à família da estudante. A Universidade cobra das autoridades responsáveis pelo transporte público na Região Metropolitana do Recife uma rigorosa apuração dos fatos que levaram à morte da aluna. 

Leia Já

0 comentários:

Postar um comentário