Agricultora de Cedro - PE morre após dar à luz em Hospital de Salgueiro – PE

,
A agricultora Maria Sebastiana dos Santos, de 32 anos, natural de Barbalha – CE, residente na Rua do Campo em Cedro - PE, morreu na madrugada dessa terça-feira (21) após o nascimento de Jeferson, seu quarto filho, no Hospital Regional Inácio de Sá, em Salgueiro - PE. Ela teve uma hemorragia após o parto e acabou não resistindo. Já o bebê passa bem e está em casa com a família.

Sebastiana procurou o Hospital na manhã de segunda (20) acompanhada da mãe, Maria Luzia dos Santos, de 77 anos. O objetivo era fazer uma consulta e agendar a cirurgia cesariana seguida por laqueadura. De acordo com a família, após apresentar os principais sinais do trabalho de parto, a gestante foi internada pelos médicos e chegou a ser medicada para induzir o parto normal. “Ela gritava de tanta dor e pedia até pelo amor de Deus para eles [os médicos de plantão] fazerem a cirurgia, mas foi tudo em vão”, relatou a mãe da paciente.

Às 19h, após dar à luz a um menino de quase 4 quilos, Sebastiana passou mal, teve hemorragia e foi submetida a uma intervenção cirúrgica para conter a perda de sangue, mas não resistiu e veio a falecer por volta das 4h da madrugada dessa terça. “Fiquei o tempo todo esperando notícias do lado de fora. A enfermeira me deu medicamento para dormir e disse que minha filha estava bem. Depois me levaram até a sala onde Sebastiana estava entubada. As enfermeiras disseram para eu não se preocupar, pois ela ficaria boa. Pouco tempo depois veio a triste notícia de que minha filha estava morta”, lamentou dona Maria.

Na Declaração de Óbito emitida pelo Hospital, Sebastiana morreu devido a falência múltiplas de órgãos, decorrente de uma hemorragia pós – parto e anemia acentuada. Ela recebeu todo acompanhamento de gestação na Unidade Básica de Saúde de Cedro – PE. Resultados de exames e relatos da família confirmam que a saúde dela e da criança estava normal. Para a irmã, os médicos deveriam ter feito a cesariana, uma vez que a cirurgia de laqueadura havia sido solicitada. O Hospital deverá se pronunciar oficialmente sobre o caso.

No conforto dos braços da tia, o pequeno Jeferson é amamentado sob a presença de muitas pessoas.“Vai ser difícil, mas quando o menino estiver maior nós iremos conversar com ele sobre o que aconteceu, de uma maneira suave para não traumatiza-lo”, relata Lucília.

Visivelmente abatido, o companheiro de Sebastiana, Renato Mendonça  de 23 anos, definiu a lembrança da mulher e a chegada do filho com uma só palavra: "Amor". 

Dona Maria guarda na lembrança o carinho, a atenção e  a dedicação da filha com  a família. “Ela resolvia tudo, se preocupava demais com a gente. Vou sentir tanta falta dela. O meu neto vai me chamar de mãe e eu vou amar ele assim como amo os demais”.


Sebastiana deixa 04 filhos: Taísa (11), Gabriel (05), Laíres, (03) e o recém – nascido, Jeferson David.


O corpo de Sebastiana chegou em Cedro por volta das 16h de terça (21). O velório aconteceu na residência da mãe da vítima, na Rua do Campo, próximo ao CRAS – Centro de Referência de Assistência Social. Uma celebração foi realizada as 16h na Igreja da Matriz; depois o cortejo seguiu com o corpo para o cemitério local, onde foi sepultada. Informações do Portal Cedro

0 comentários:

Postar um comentário